Início Conselho Brasileiro de Oftalmologia








15 usuário(s) online



Busca  
Login  






18/5/2006
Capacitação MEC: Curso em Tocantins sobre surdo-cegueira e múltipla deficiência

De acordo com pesquisas realizadas pelo Ministério da Educação, as regiões Norte e Nordeste têm as maiores incidências de alunos cegos e surdos. Com o objetivo de melhorar a formação dos professores que trabalham nesta área, o MEC organizou uma série de cursos para atender aos dois estados. O último deste semestre ocorrerá em Palmas (TO), de 22 a 30 de maio.

O curso Surdo-Cegueira e Múltipla Deficiência tem duração de 80 horas/aula e atenderá a 60 professores. Serão discutidos os aspectos psicossociais com desenvolvimento de surdo-cegueira, estratégias de ensino diferenciadas, orientação para mobilidade, atuação de guia intérprete e construção de estratégias para práticas inclusivas.

Este ano já ocorreu um encontro com a mesma temática em Ji-Paraná (RO), em fevereiro, e em João Pessoa (PB), em março. "São as regiões com maior número de alunos com surdo-cegueira e faltam pessoas especializadas para lidar com eles", comenta Kátia Maragon, coordenadora de planejamento da Secretaria de Educação Especial (Seesp/MEC).

Meta - A meta do governo federal, que atua em parceria com a Associação Educacional para Múltipla Deficiência (Ahimsa), é levar o curso para todo o país. "Temos uma política de investimento maciço na formação dos professores, porque eles são os agentes de formação nas escolas. Este investimento tem garantido maior acesso ao sistema de ensino e o progresso dos alunos com necessidades especiais", afirma Kátia Maragon.

Fonte: MEC - Por Raquel Maranhão Sá



           


<< Anterior Índice Próximo >>


Mais Recentes:
07/10/09 - 64% dos cegos do mundo são mulheres
07/10/09 - Diagnóstico precoce é essencial para evitar as doenças da visão
06/10/09 - Lentes de contato: mitos e descuidos que valem os olhos da cara
05/10/09 - Exercício físico é benéfico para pessoas com glaucoma
02/10/09 - Macacos daltônicos voltam a perceber as cores em tratamento


As opiniões expressas no texto acima são de responsabilidade exclusiva dos seus autores.